segunda-feira, 10 de setembro de 2007

Bula



O velho veneno descendo
lentamente
farin-ge
la-rin-ge
e-so-fa-gooooooooooooo
Como poeta
afogado no vomito das palavras
um último suspiro:
o abraço da morte
tingindo a noite.

Um comentário:

alceuomouro disse...

um momento, a dilacerar o ja dito pingos em poesia remédios poemas do entardecer