segunda-feira, 24 de maio de 2010

Passos ...


Vago, passos lentos

na morbidez deste caminho

frio, vazio

enquanto as estrelas

falam-me

doutros tempos...

Vago, passos rápidos

para não perder

a lembrança

do teu último sorriso, meu...

Perco-me neste vagar

sem nexo

na esperança do abraço

amigo do esquecimento

...um mais não sei que

simples alento.

E quando me acho

entre minhas lembranças

vejo-te

na simplicidade de um aceno

não mais minha.

4 comentários:

Mouroblog disse...

Quanta dor ,quanta falta em tão belas e escolidas palavras.

Carol disse...

liindo le, triste mas liindo. um grande beeijo

Ana Feitosa disse...

Amei o blog, parabéns,
Seguindo, bjo

Łเℓเ ੴ disse...

Olá... retribuindo a sua visitinha... Adorei seu blog e seus textos também. Voltarei mais vezes e acompanharei. Beijo.
Já estou seguindo vc :*