quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Crepúsculo


No crepúsculo
as cruzes se cruzam
famigerados lobos
devoram as entranhas
da última virgem.
O negro sol abrasa
a última dor
derradeiro destino
de homens
feras e demônios.
Na ceia
o sangue infiel
o mundo todo
servido as crianças
folha de papel.

2 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Muito, muito bom mesmo, belo jogo de palavras.
Abração

mariana disse...

Muito legal ;D
Gostei =)