sábado, 22 de agosto de 2009

Madrugada




Fria e cheia de vida
cautelosa sem demora
um cenário escuro
entre o silêncio e murmúrio
nevoeiros e seus segredos
travam batalhas em seus desejos
calma agitada
terremotos e baladas
madrugada e sua marcas
ganham vidas ganham asas.
.
.
.
(do amigo poeta Fabio Eduardo Z. Fuhr)

6 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Leandro, belo poema e perfeita ilustração. Parabéns.

Fabio Eduardo disse...

Ficou muito legal .... gostei da ilustração !!! abração !!!

Emny Ricard disse...

ficou linda Fabio, beijao s2

tamires ávila disse...

Oii belo poema Fábio e ilustração ficou mara! =D

mariana disse...

Nossa que legal! Adoreiii *-*

vivaleitura disse...

Seu blog e seus poemas estão lindos!