quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Sobre amor...


Ando na procura
neste mundo loucura
de um amor
amigo
amor manso
amor que não cansa
ou
amor velocidade
que não se perde com a idade.
Num simples olhar
na maresia
deste mundo poeira
ando a procura
não amor inexato
fogo, simples paixão
vazio, doce ilusão
doido, afoito
sexo sem nexo
amor objeto.
Mas encontro
de sonhos
duelo de almas
beijo molhado
em perfumes de madrugadas de desejos.
Desejos de teu olhar
de um sorriso
voz de teus sonhos.
E nesta inquietude
do tempo
faço-me voo
na conta de amar
alguém
sem ter que esperar.

5 comentários:

Poeta do entardecer disse...

...um poeminha brega, tirado do fundo da gaveta, mas que retrata algo sincero.

tamires ávila disse...

Não axei nenhum pouco brega esse poema! Pois tudo que seja relacionado ao amor é algo puro,sincero e faz com que as pessoas parem um pouco e reflitam!
Eu ameii Léo!=)
Beeijão!{♥}

mariana disse...

hehehehe.. adoreiiii o poemaa huehue e como disse a Tamires, ele não é brega HAHA
e outra... quem não procura ou já procurou esse amor neh :P
hehehe.. bjoos rapaz =)
acheii MARA ;D

leticia gatto disse...

que lindooo ;D

Jú disse...

adoreeeei!